Sunday, October 01, 2006

a hole in the roof

ela brincou de dizer naquela tarde ainda meio cinza que era então aquele o fim, que desde o começo já era inevitável. com a mesma música na cabeça que tanto cruzou sua vida naqueles momentos cruciais. chegou ao ponto de onibus e pegou sua maior lembrança, uma nota fiscal do seu primeiro café juntos, e rasgou como se rasgasse todos os sentimentos que chegaram até ali, já cinco meses depois. cinco minutos depois o onibus passou e tudo começou de novo.

5 comments:

pontadevista said...

po,parece minha historia...

Renata said...

isso até vc descer num terminal, fazer mais 400 voltas e dar o sinal pra chegar até o ponto final.

mas a gente acaba se perdendo no meio do caminho.
(nossa, consegui fazer tantas analogias a ônibus e paradas num mesmo comentário hehehe).

bjos, bonita!

Iaiá Sotto said...

Aaaaluh...

haroldo said...

é menina, acho que todos temos muitas histórias em comum, todos!

Carla said...

E tudo começa de novo? que bonito!

achei seu blog pelo blog do vitor, muito bonito isso por aqui!