Sunday, June 27, 2010

sábado

Era uma daquelas histórias de amor que já começaram dando errado, mas ele não me deixava ir embora. Me segurava na cama, dizia, 'só mais cinco minutos', e eu, como boa preguiçosa, deixava me envolver por aquele calor nas costas, beijos na nuca e a bagunça dos lençóis. E me amava baixinho, mesmo sabendo que eu era uma daquelas histórias que davam errado - e ainda hoje me pergunto como foi que deu certo. Sobre o não-amor, o que me explicaram é que, quando nos sábados de manhã, céu cinza, calor lá fora e a preguiça na cama, uma conversinha no pé do ouvido nos faz sem querer se apaixonar. Sem querer o querer, mas já o querendo, foi assim que eu quis aquele querer infindo e preguiçoso das manhãs de sábado.

----------------

3 comments:

Layse Moraes said...

texto breve e bonito - como realmente são essas histórias de amor que já começam dando errado.

Viagens pelo Brasil - Conheço essa cidade said...

Legal seu bom humor. Gostei do blog e estou seguindo.
http://nossasviagenspelobrasil.blogspot.com/

Luís Freitas said...

Muito bonito, muito bonito =)