Saturday, April 23, 2005

Nascer do sol, como nunca foi.

Anotei algumas coisas ainda na curva, desde que só conseguimos chegar em casa agora, que já é de manha.

nao posso comentar sobre o nascer o sol de hoje. só que eu vou vê-lo na semana que vem. e se isso nao ocorrer, prepare-se, vai sair porrada.

putz. depois do blues, tocou desde tom jobim até farofa carioca no tal do lual improvisado. E nao há noçao do quanto vc devia estar lá. A lua, o mar, e entao, sol.

nao vou falar mais nada. afinal o que sao palavras? ainda nao aprendi a senti-las.

1 comment:

Vitor said...

fiquei olhando casas e predios, que impediam o horizonte de ser assim como o daí! a lua só veio mais tarde, pra eu sentir menos, mais arrependimento.